Capítulo 29

_Vamos logo._ Marissa repetia pela décima vez, já eram dez da noite, véspera de ano novo e eu ao menos estava pronta, passamos o dia todo juntas em casa assistindo TV, comendo besteiras e colocando qualquer baboseira em dia, até que quando a noite chegou ela começou a me chamar para sair, embora eu não tivesse um mínimo de vontade._ Eu comprei um vestido para você._ Ela disse de pé e retirou um vestido longo e branco, lindo, uma beleza simples, nada extravagante ou sexy demais, nada a ver com o gosto dela. 
_Uau._ Disse me levantando e pegando o vestido e sentindo o tecido delicado em minhas mãos._ É lindo. Mas eu não posso. 
Ela fez uma cara de decepção mas ela não desistiria. 
_Porque não? 
_Bom... está frio._ hesitei, usando a desculpa que não era mentira. 
_E eu pensei nisso, por isso ele tem mangas compridas e você pode usar um casaco, não há segredo e para onde vamos é bem aconchegante, você nem vai se lembrar de frio. Por favor, eu só quero sair com a minha melhor amiga e passar a virada de ano com ela._ Sua maior feição de pena se fez em seu rosto, Marissa é do tipo de pessoa que utiliza dos mais baixos artifícios para lhe convencer de qualquer coisa. Baixei os olhos e me virei, ela respirou fundo e se aproximou._ É por causa do cabelo, não é? 
Baixei os ombros e assenti com a cabeça. 
_Desculpa é que._ me virei e ela me abraçou. 
_Não precisa se desculpar, nem se sentir mal._ ela se afastou para me olhar._ Sabe que continua linda, mas se quiser podemos dar um jeito, posso te ajudar a colocar um turbante, apesar de te preferir assim. 
Acabei cedendo, ela estava certa, eu não poderia passar a virada do ano me lamentando em casa. Nos arrumamos, eu usei uma maquiagem leve e ela como prometido usou um lenço em minha cabeça, onde um dia meus cabelos estavam e radiavam um brilho que eu adorava, fechei os olhos espantando aquele tipo de pensamento. 
Nós saímos do quarto e nos deparamos com Nick sentado no sofá vestido de forma comum e uma cara de tédio. 
_Por que ainda não está pronto?_ questionei parando na sua frente. 
_Pergunte a sua amiga._ ele disse de mau humor sem me encarar. 
Olhei para a loira que me devolveu um olhar cético. 
_Aaah, não pense que eu vá passar essa noite com ele._ ela disse com as mãos levantadas._ Nós conversamos amigavelmente e ele tão gentil decidiu te deixar sair com a sua melhor amiga que pode cuidar muito bem de você. 
Ela disse com uma voz fina demonstrando total ironia do que falava, menos da parte de cuidar de mim, o que me fez rir e voltar a olhar Nick. 
_Você vai ficar bem?_ perguntei fazendo-o me olhar pela primeira vez. 
Ele assentiu sem vontade, me inclinei para selar nossos lábios, o que ele fez questão de aprofundar segurando em minha nuca. Como todos os outros, nosso beijo não tinha muita química, era um beijo frio como um floco de neve caindo sobre o chão já repleto de neve, no entanto eu me apegava a faísca de sentimento que poderíamos ter algum dia e o mantinha perto, por um motivo que nem eu mesma sabia. 
_Ugh!_ ouvi Marissa fazer, logo em seguida a olhei e ela tinha uma expressão de nojo._ Se eu continuar vendo isso posso colocar todos os doces de hoje para fora. 
Revirei os olhos com um sorriso no rosto. 
_Não demoro. _disse por fim e me afastei. 
_Ah fala sério._ Minha amiga reclamou encarando Nick com certa fúria._ Você pode ao menos dizer que sua namorada está bonita? 
Ele a olhou e em seguida me olhou, como se pela primeira vez na noite percebesse que eu estava arrumada o que literalmente não era comum, pelo menos não nos últimos tempos; Nick esboçou um dos seus melhores sorrisos sem mostrar os dentes. 
_Você está linda, meu amor. 
_Obrigada. 
O lugar onde Marissa me levou era afastado da cidade e de todo o movimento que aquele dia podia proporcionar, a agradeci mentalmente por isso. Como moro em uma cidade do sul raramente há casos de neve e esse era um daqueles dias sem, estava frio, porém suportável se tiver um casaco em mãos. Uma casa frente à praia, ou melhor um chalé, algumas luzes estavam acesas e algumas pessoas estavam lá eu não conhecia ninguém, mas se minha amiga estava ali, seria divertido. Enquanto ela foi pegar uma bebida para ela e resolvi ir para a varanda que ficava de frente ao mar, não havia mais ninguém o que me fez ficar aliviada. 
Joe p.o.v 
_Ela está na varanda._ Marissa disse assim que se colocou ao meu lado servindo um copo de bebida. 
_E eu bem aqui._ Oliver disse a abraçando por trás, ela se sobressaltou e se virou com um sorriso enorme no rosto. 
_Mas o que você... 
_Joe me ligou pedindo que viesse._ ele respondeu dando de ombros e selou os lábios da loira rapidamente. 
_Não quero que fique sozinha nesse meio tempo._ eu disse e pisquei para ela, o nervosismo estava me rodeando, mas eu tentava controlá-lo._ Acha que ela pode ter uma reação ruim? 
_Não sei Joe, sinceramente, uma parte de mim sabe que ela sente sua falta, mas a outra ainda me causa dúvidas, ela ainda tem medo de te machucar e toda aquela história._palestrou._ Porém se você não tentar, não vai saber. Só cuida dela para mim. 
Assenti e me afastei dos dois, indo em direção à varanda. De longe eu reconheci a figura de longe, o vestido longo marcou bem suas curvas, sua postura era ereta, ela estava distraída. 
_Belo vestido._ comentei quando estava perto o suficiente, alguns passos de distância apenas. Ela se sobressaltou, vi pelo movimento de seus ombros e em seguida enrijeceu, sem olhar para trás. 
Dei mais um passo e ela se virou, os olhos arregalados. 
_Joe?_ a pergunta foi baixa, quase um sussurro. _Como você?_ perguntou um pouco mais audível e fechou os olhos, um sorriso descrente em seus lábios, em seguida os abriu novamente._ Marissa. 
_A culpa não é toda dela, eu decidi vir até aqui._ respondi gesticulando com as mãos e dando mais um passo, ela segurou no pequeno muro baixo de madeira. 
Uma feição de dor se fez, mas ela rapidamente a espantou balançando a cabeça. 
_Por quê? 
Sorri de lado colocando as mãos nos bolsos da calça, dando mais um passo em sua direção. 
_É uma boa pergunta._ disse encarando o chão._ Porque, Demi? Eu posso te responder. Porque desde que você decidiu partir eu não fui mais o mesmo, e não digo isso como uma coisa boa, eu acabei me fechando para o resto do mundo, até para minha própria filha. Porque depois que você veio para cá há um buraco no meu coração, por mais que isso soe meloso demais, que eu não vejo como curar._ levantei o rosto para vê-la com os olhos úmidos._ Porque eu não aprendi a ficar sem você, desde que aprendi a te amar. Eu sei e entendo sua intenção de não querer me machucar ou machucar a Olivia, no entanto eu preciso dizer que foi mal sucedida, pois nós saímos feridos, sinto muito, mas essa é a verdade, foram os piores dias, sem poder estar com você, sem poder dizer que tudo vai ficar bem, sem poder segurar sua mão durante as suas seções, sem poder te abraçar a noite, zelando seu sono. _Dei mais um passo, dessa vez me colocando próximo de mais, tanto que ela precisou olhar para cima, seu eu me inclinasse alguns poucos centímetros nossos rostos se tocariam._ Eu sinto sua falta, todos nós sentimos. Você precisa entender 
que eu sofri sim com a perda da minha ex esposa, mais do que imagina, porém isso não muda nada agora, não é como se eu me fechasse para o mundo porque ela teve um câncer, estamos todos sujeitos a isso, infelizmente, qualquer um hoje em dia pode desenvolver, inclusive eu ou a Oli._ fiz uma pausa, me segurando para não tocá-la, uma lágrima escorreu sob seu rosto._ Eu estou pronto para passar por isso com você, quantas vezes for preciso, porque eu te amo Demetria. E eu estou disposto a cuidar de você, se ainda me quiser por perto como eu acho que queira. 
_Joe._ ela sussurrou, estávamos tão próximos que senti o seu hálito fresco sobre meu rosto. Não resisti em erguer a mão para limpar a segunda lágrima que escorria do seu rosto, sendo seguida por outras._ Não posso fazer isso com você. 
Nenhum dos dois ousava quebrar o contato de nossos olhares, os dela ainda mantinha aquele brilho, só que quase apagado, tão distante, ela estava completamente perdida. 
_Você não está fazendo nada Demi._ repliquei, umedeci meus lábios e me aproximei acabando com qualquer espaço entre nossos corpos, minha mão livre segurou sua cintura, enquanto as mãos dela ainda se agarravam a madeira atrás dela. _Nem todas as decisões cabem a você. 
Ela engoliu em seco e comprimiu os lábios, revezou o olhar entre meus olhos e minha boca. 
_E se... eu disser que não quero mais você, que temos que cortar nossos laços._ sua voz estava levemente embargada, ela estava hesitante, suas palavras não demonstravam confiança no que dizia._ Isso seria uma decisão minha. 
Abri um pequeno sorriso. 
_Eu diria que você não sabe o que diz. 
Então selei nossos lábios, ela demorou um pouco a ceder, talvez segundos, mas o fez e, céus, como eu sentia falta daqueles lábios, daquela mulher. Suas mãos seguraram meu rosto, me puxando para si, nós nos beijamos de forma intensa e ao mesmo tempo calma, ambos desfrutando daquele momento e da saudade que sentíamos. Nos separamos por falta de ar e eu me afastei para olhá-la, ela tinha um sorriso tímido e mal conseguia me encarar, acariciei seu rosto com tanto cuidado, como se ela fosse se desfazer entre meus dedos, eles chegaram ao lenço sua cabeça, que comecei a retirar lentamente, ela me encarou confusa, segurou minhas mãos, mas a ignorei, quando retirei lhe dei um beijo na testa, após encará-la por alguns segundos. 
_Você é linda de qualquer jeito._ disse em um tom para que ela ouvisse com clareza, eu estava sendo sincero, por inteiro. 
_Muitas coisas aconteceram durante esse tempo que ficamos longe Joe, umas você consegue ver no meu físico mais tem outra coisa que você não sabe. 
_O que foi Demi? O que aconteceu que eu não sei? 
_Aqui não é lugar nem momento para conversar sobre isso Joe. 
_Vem comigo, vamos para um lugar mais calmo para a gente poder conversar sobre isso. 
Joe pegou na minha mão e logo aquele choque muito conhecido por mim acendeu meu corpo inteiro, só ele conseguia me fazer sentir viva e eu adorava isso. Com ele por um momento eu conseguia me esquecer da minha doença coisa que nunca acontecia com Nick, estar com ele não me trazia nem um terço da felicidade que o Joe me dava. 
Dei meu casaco para Marissa quando passamos ao lado dela e ela me deu um olhar de esperança, eu sabia que tanto ela quanto Oliver torcia por nós mas eu não podia estragar mais as coisas, Joe me levou para a praia e nos sentamos em uma barraca que havia ali, agora era só nós dois e eu estava com medo da conversa que nós teríamos. 
_Bom agora estamos sozinhos. O que tanto você quer me dizer Demi? 
_Não é assim tão fácil falar sobre isso Joe. Na verdade eu nem sei como te dizer. 
_Só me diga a verdade Demi. O que for que aconteceu eu vou tentar entender. 
_Bom como você sabe eu vim para cá sem ninguém saber. Entrava em contato com a Marissa e com meus pais algumas vezes por semana e não sei como meus pais com certeza descobriram pra onde eu tinha vindo e algumas semanas atrás Nick bateu na minha porta, eu pensei que seria difícil de alguém me achar, mas eu estava enganada não é mesmo? Mas ele veio e me ajudou tanto nos momentos em que eu voltava para casa e estava fraca por conta da quimioterapia e acabamos nos relacionando. Acontece Joe que eu estou noiva do Nick e vamos nos casar daqui a poucos meses.

6 comentários:

  1. Postaaaa por favor! Demi cega Jesus. Fica com ele minha filha larga o Nick obrigada de nada

    ResponderExcluir
  2. DEMI VC N PODE CASAR COM O NICK,PARA DE SER BURRA
    Nossa o Joe é um homem maravilhoso,foi atras dela,se declarou,Demi msm n querendo q ele sofra,ta sendo egoista cara
    eu to amando
    Posta Logo
    Xoxo

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, anjo. Tudo bem com você?
    Estou passando para avisar que tem selinho pra você lá no meu blog: http://fanficss-jemi.blogspot.com.br/2017/03/selinho.html
    Espero que goste. Beijos! *

    ResponderExcluir
  4. Oii Lari, quanto tempo! Tudo bem? Tenho um selinho para você no meu blog:
    http://jemiley.blogspot.com.br/2017/03/selinho-divulgucao-respostas-dos.html
    beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oiii Larissa,gosto muito de suas fics,eu lia no Spirit mas quando fui caçar suas fics essa semana lá não tava mais,pq vc apagou?

    ResponderExcluir
  6. Eiiiiiiii cadê o próximo cap 😣😣😣😣

    ResponderExcluir

Espero que tenham gostado do capítulo :*